terça-feira, 12 de abril de 2016

Extrato de Termo de Convênio nº 002/2016 – Processo n° 6540/2016

Extrato de Termo de Convênio nº 002/2016 – Processo n° 6540/2016


Partes: Fundação de Esportes de Corumbá - FUNEC e Associação Master de Atletismo de Mato Grosso do Sul - AMAMS
Objeto: O presente Convênio tem como objeto o repasse pela concedente à convenente de recursos financeiros para a realização e execução do Projeto Circuito Corumbá de Corrida de Rua 2016.
Valor: R$ 61.242,00 (Sessenta e um mil duzentos e quarenta e dois reais)
Dotação Orçamentária: 27.91.27.812.103.4.170 – Gerenciamento da Fundação de Esporte de Corumbá - 33.50.41.00 - Contribuições
Data: 08 de Abril de 2016.
Amparo Legal: Lei nº 8666/93 e suas alterações

Assinam: Fundação de Esportes de Corumbá – FUNEC – Elvécio Zequetto e a Associação Master de Atletismo de Mato Grosso do Sul – AMAMS – Martins Soares de Oliveira.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2016

2º Desafio do Inferninho 2016 - Campo Grande - MS

Atletas da Associação Master de Atletismo de Mato Grosso do Sul, estiveram na capital do estado participando do 2º Desafio do Inferninho no dia 24/01/2016. Essa prova tem esse nome porque realmente tem trechos que exige muito dos atletas como: asfalto, terra batida, areia, pedras soltas, subidas e descida, o que faz que o atleta esteja bem preparado. Os atletas da AMAMS, até que se prepararam bem para essa competição, tanto que não teve medo medo de enfrentar os atletas da capital nem os obstáculos e conseguiram subir ao pódio tanto na categoria geral com faixa etária, a exemplo de nossa atleta Beatriz que ficou no 3º lugar geral nos 15 kms. outra que se destacou foi a Edésia, 3º lugar na faixa 45 a 49 anos. No masculino destaque para nosso atleta Zózimo, 2º lugar na categoria 35 a 39 anos. Competiram também nosso vice e professor de Educação  Física  Balejo.

Edésia

Beatriz



domingo, 24 de janeiro de 2016

Corrida de São Sebastião
Gama /DF 24/01/2016
A AMAMS participou da 3ª Corrida Paróquia de São Sebastião, e o atleta e presidente do clube Martins representou bem o atletismo de Mato Grosso do Sul, ficando em 1º lugar da categoria 60 a 69 anos. O atleta que já participou de várias corridas no DF, essa foi a primeira vez que o atleta sobe ao pódio pois reclama muito o clima que é seco. Entretanto usou uma técnica nessa corrida que foi sair lento nos 5 primeiro KM e forçando os outros 5 km. Porém a prova teve 11,58 km e não 10 km, onde também complicar os cálculos de ritmos dos atletas. E com esse inicio de temporada foi muito bom para o atleta e AMAMS.

sexta-feira, 17 de julho de 2015

Circuito Caixa de Corrida de Rua Etapa Campo

Atletas da AMAMS esteve em participando do Circuito Caixa de Corrida de Rua etapa Campo Grande -MS. E com um resultado muito bom para a equipe que teve atletas no pódio em varias categorias, o que foi muito importante para o fortalecimento do atletismo no estado. Embora a AMAMS com sede na cidade de Corumbá - MS, porém com objetivo de ter atletas em todo 79 Municípios e visa participar das provas de pista e campo em todo Brasil e exterior. No circuito caixa a exemplo tivemos atletas filiados ao clube que embora não tenha corrida coma camisa da AMAMS, são federados. 
Nossos atletas que subiram ao pódio:
José  Carlos Junior -  2º lugar 15 a 19 anos  
Bandeira  25 a 29 anos - Corrida de Rua MS/AMAMS;
Rodrigo Augusto -  3º lugar 30 a 34 -  Corrida de Rua MS/AMAMS;
Inês -  Corrida de Rua MS/AMAMS;  
 Erlon Ferraz -  AMAMS; 1º lugar - 40 a 44 - 5 km.
Franco -  AMAMS 2º lugar   40 a 44 anos - 10 km.
Lídio Rodrigues-  AMAMS - 2º lugar 50 a 54 anos
Martins - AMAMS; 1º lugar - 60 a 64 anos
Edilson -  AMAMS; 1º lugar - 65 a 69 anos

Essa é a camisa que você vai receber, faz parte do kit. A AMAMS estar fazendo todo esforço para que essa corrida fique no calendário festivo da Prefeitura de Ladário e que todo anos seja realizada. Aproveite para fazer sua inscrição e goze do preço.


segunda-feira, 6 de julho de 2015

1ª Corrida Rústica 237 anos da cidade de Ladário-MS


                      


1ª Corrida Rústica 237 anos da cidade de Ladário-MS



Data da Prova: 06 de Setembro de 2015.

Corrida de 7 km e Caminhada de 2,5 km.

Masculino e Feminino

Faixa etárias:
  • 16 a 19 anos;
  • 20 a 29 anos;
  • 30 a 39 anos;
  • 40 a 49 anos;
  • 50 a 59 anos;
  • Acima de 60 anos.


Todos os participantes receberão a camiseta e medalha do evento.

Para os 3 (três) primeiros colocados geral receberão troféus. O 4º e 5º geral ganharão medalhas personalizadas do evento.
Na faixa etária terá medalhas para os 3 (três) primeiros colocados.

Valor da inscrição:
R$25,00 (vinte e cinco reais) 31/07/2015

R$40,00 (quarenta reais) DE 01/08/2015 A 28/08/2015
Atletas com idade acima de 60 anos e atletas da AMAMS com a anuidade em dia terá desconto de 50%.



Como se inscrever:
O atleta deverá preencher corretamente a ficha de inscrição. 
Fazer o pagamento da inscrição, depositando a quantia referente, diretamente  na conta da Associação ( Ag: 0018, Op 003, C/C 2198-1 - Associação Master de Atletismo).

Após o pagamento o participante deverá entregar a ficha de inscrição preenchida junto com o comprovante de depósito no ->Poliesportivo de Ladário, -> Funec Fundação de Esportes de Corumbá ou na -> Rua Riachuelo nº 1262 - Ladário.

Para maiores informações entre em contato com a Associação Master de Atletismo de MS;
por e-mail: contatoamams@gmail.com;
por Telefone/WhatsApp: 9987-4312.

Percurso:
7km
aguardem...

terça-feira, 23 de junho de 2015

13º Troféu Brasil de Atletismo Máster - Belo Horizonte - 2015 - AMAMS presente

Segue o relato da postagem do atleta Rodrigo que participou do evento.

            Bom dia atletas, hoje o relato é de um evento importantíssimo de que participei nos dias 4 a 7 de junho em Belo Horizonte, o 13º Troféu Brasil de Atletismo Master.

   Evento realizado pela Associação Brasileira de Atletismo Master - ABRAM, órgão competente por delegação da CBAT para o atletismo máster, a partir dos 30 anos e indo até onde a saúde permitir, tendo atletas de 80, 90 anos e até mais.

       O que é Atletismo Master?

   (Segue a definição pela ABRAM, site www.abrambrasil.com)

largada dos 400m , 80+
       Atletismo Master é o esporte destinado a atletas masters, segue a mesma regra das provas olímpicas para pista e campo (denominação essa que difere de modalidade a modalidade), com regulamentação técnica da IAAF, exceto em casos que tenha modificações específicas nas regras da WMA. O atletismo master tem tomado um impulso muito grande nos últimos anos.
  
        São muitas as modalidades que se estruturaram para atender a essa faixa de praticantes que não é composta apenas por ex-atletas, mas também, por pessoas que somente na idade madura tiveram o contato com o esporte. Cada modalidade esportiva tem idade mínima e faixas de idade que melhor se adaptem às suas características. O atletismo considera atleta master todo (a) aquele (a) que, no dia da competição, tiver completado 35 anos.



       OBS: no Brasil e America do Sul, a categoria pré master (30-34 anos) existe, elas tèm recordes e ranking.

      Somente não podemos pedir homologação de Recordes Mundiais, eles não seriam válidos, pois para a Regras da WMA os pré-masters não existem.





Atleta yoshiyuke Shimizu, 86 anos, 100m em 16.2 segundos
              O Troféu Brasil é realizado a cada dois anos e trata-se de competição de abrangência nacional oficial e com nível técnico elevado; possuindo recordes em cada prova em cada faixa etária, que são 30+, 35+, 40+, 45+, 50+, 55+, 60+, 65+, 70+, 75+, 80+, 85+ , 90+, 95+, 100+ (...) . Este ano 16 Estados foram representados.

parte da equipe ANASP - São Paulo - equipe campeã no feminino e masculino
                Pela pouca participação que tenho de atletismo máster percebo que não se trata apenas de uma competição; mas sim algo maior como uma simples confirmação do estilo de vida de cada atleta ...

                 Pois todos sabemos a dureza que treinar para a melhoria em qualquer esporte, no atletismo vai além ... pois o atleta busca o limite físico em cada instante da prova ...

                Como consequência, não há apenas três ganhadores por cada prova realizada ... todos ali são vencedores por simplesmente estar com saúde e em plena forma física aos 50, 60, 70, 80, 90 anos ou mais ...

                Assim, acaba sendo um grande congraçamento e uma forma de demonstração do que o corpo pode fazer se bem cuidado e bem treinado ao longo da vida ...

                Voltando ao relato de minha participação ... 

               Inicialmente esclareço que sou novato nos treinos e competições de pista, sendo minha bagagem duas vezes que fui ao Estadual Paulista Máster nos anos de 2013 e 2014

            Vejam aqui as minhas participações nos anos de 2013 e 2014  e o texto conheça o atleta Frederico Fischer

           Participar do Troféu Brasil assustou-me um pouco, impõe respeito, pois é o evento maior do atletismo máster no nosso país. Acho que não fui ao ano passado, no 12º Troféu Brasil, por isso.

olha o obstáculo a encarar !!!
                Mas este ano a data ficou muito boa pelo feriado e Martins, Presidente da AMAMS e atleta já acostumado às competições másters, fez questão que eu fosse.

               Resolvi participar dos 5000m, 3000m com obstáculos e 1500m;  e participar do salto em altura e lançamento de dardo, estas duas sem nunca ter participado ou treinado.

              Passagem na promoção para aliviar o bolso, pois os gastos somos nós mesmos que bancamos e embarcamos para Belo Horizonte.

Martins quase desiste !!
     A AMAMS, Assosciação Máster de Atletismo de Mato Grosso do Sul, site www.atletismomasterms.blogspot.com, está aberta a todos os corredores do nosso Estado ou mesmo atletas de outros locais que se simpatizam por nosso Estado/Associação.

                 Participe você também.
             A delegação da AMAMS foi bem reduzida, fomos em 3 atletas: eu (Rodrigo Augusto) na categoria 30+, Martins Soares na categoria 55+ e Antonio Carlos  na categoria 40+

                  Chegamos na quinta no final da manhã, fomos conhecer o centro esportivo e pegar o kit.

Delegação AMAMS completa.
                 Às 14h começaram as competições, as delegações já estavam em peso, ambiente muito saudável e amistoso ....   formado por atletas apaixonados pelo atletismo que lutam por sua continuidade aos trancos e barrancos, neste país que quase nada o olha;

               Acho que se levássemos umas bolas de futebol para os atletas de 80 anos que saltam barreiras e que correm 100m exemplarmente e, ainda, se colocássemos umas traves para o gol, talvez assim, a mídia e a atenção do país valesse algum relato do evento ou mesmo espectadores da capital mineira.

               Foi muito bom não competir no primeiro dia, para relaxar e só assistir às provas.

                Na nexta-feira participei do lançamento de dardo. Para dizer que não sabia nada, fiz uma aula e aprendi pelo menos como segurar e posicionar o dardo.  Contudo, o dardo oficial é bem maior (2,7m) o que o torna mais difícil para quem não estiver habituado.

                  Sem choro, entrou na disputa é para lançar, queimei a primeira tentativa; lancei com menos empenho na segunda para garantir ...

Martins terminando aquecimento para 8km
                 Os lançamentos não foram bons e apenas na última tentativa corri um pouco mais e lancei meu melhor ...  de qualquer forma mesmo que conseguisse o planejado para o dia, uns 27m, ficaria ainda longe dos três melhores com marcas acima de 30m.

                   Saí feliz e pretendo treinar para lançar melhor na próxima participação.
                
                  Hora de comer, pois às 16h eu teria os 5000m ...

                  Pretendia um tempo bom, mas sem expectativa de pódio; pois pesquisei uns nomes e a galera estava forte ...  tanto foi que o corredor Paulo Machado de Alagoas ganhou com 15min15 e fez o recorde da distância.

                  A temperatura estava até boa, mas com vento. Fui dentro do planejado até uns 3km, mas depois o corpo sentiu e comecei a passar mais alto a cada volta ...

                   Fechei com 20min06, logicamente sem gostar, mas foi o que tinha para a prova.

                  Fomos para o descanso pois no sábado estavam programadas duas provas.

          Pela manhã fui brincar de salto em altura ...  sem nunca ter feito, objetivo foi passar sem compromisso até onde o sarrafo permitisse ...

                Sem vergonha pedi 1,00m;  o árbitro não gostou ... mas não liguei ... passei na primeira tentativa 1,00; 1,10; 1,15, 1,20; 1,25, 1,30m   ...  fui até onde o sistema "tesoura" permitiu ...

                Mas o colega já me avisou, terá que tentar saltar jogando as costas, se não, não passará ...

               As três tentativas de 1,35m tentei adaptar à técnica, foi por pouco na última tentativa; contudo, não deu.

               Está bom, estreia sem treino com 1,30m  e ouro na competição (o ouro saiu apenas por não ter concorrente, mas está valendo ...)

                Almocei um arroz com feijão apenas para a competição muito aguardada, os 3000m com obstáculos, previsto para 15h.

                  Essa eu tinha sim expectativa por saber da dificuldade da prova e de certa forma ter conseguido saltar bem os obstáculos em São Paulo em 2014.

                  Prova difícil e passar o fosso a cada volta judia demais da gente, quando faltavam duas voltas já estava quase morto ... ritmo caiu um pouco.

                 Entretanto, percebi que estava chegando no primeiro colocado José Aldo, medalhista no Sul Americano de Medelin (Colombia 2014) nessa prova.

                Fiz uma força extra e colei nele ... na última volta o passei e puxei para seguir na frente ...

                Fiz o sprint final e fechei com 12min58  ... tempo alto, mas estava com bastante sol e calor ... o que incomodou um pouco mais a já extenuante prova.

               Faltaram uns nomes fortes inscritos na prova, mas quem se propôs a correr estava lá e consegui uma vitória muito gratificante !!!

                José Aldo chegou logo em seguida confirmando a segunda posição.

              Com a vitória me senti muito bem e animado para a prova final no domingo de manhã, os 1500m;

              Isso se estivesse inteiro no outro dia ...   à noite não resisti e tomei um cerveja (da garrafa pequena) para relaxar a musculatura e acalmar os ânimos empolgados pela vitória !!! Pois não é todo dia que se torna um campeão de um Troféu Brasil de Atletismo Máster !!!

              Acordei todo dolorido ... mas dentro do esperado para quem tinha competido forte por dois dias e fazendo a prova de obstáculos ...

             Mas era hora de encarar os 1500m ...

             Aqueci meio sem saber se correria bem ... queria correr na casa dos 4min; mas àquela altura era esperar demais ...

              O clima das 10h era de um bom sol, mas não atrapalhou tanto não.

           Na largada da nossa categoria tinha o Paulo Machado, o José Aldo, eu, um atleta do clube Esperia de São Paulo e Thiago da equipe Heleno Fortes (este não estava com a indicação da cat, logo pensamos que fosse menor de 30 anos).

              Correr 1500m é cruel, se vc já nos 300m não estiver com respiração lá em cima, deve estar correndo menos do que pode ...

                Mas se correr muito forte no início, pagará o preço lá na frente ...

               Com 700m de prova, ao abrir a penúltima volta, Martins gritou "continua que pode chegar" ...   José Aldo estava uns 20m na minha frente ... e com ele disputava uma colocação no pódio.

              Mas o cansaço também estava presente ... era só continuar a fazer força ...

              Ao abrir a última volta, estava apenas a uns 10m para alcançá-lo ...

              Na reta oposta gastei boas fichas para colar no corredor ....
Chegando nos 1500m

              Respirei por uns segundos e abri a curva forçando para ultrapassar ... aí faltavam uns 150m ... era hora de correr sem pensar, no limite para chegar ...

                Se fosse na frente, melhor ...   fechei com 5min02 no relógio da competição ... mas no oficial saiu 5min06.

              Muito bom, estava exausto, precisei sentar e ficar ali por uns 5min sem mexer as pernas ...

morto após as 5 provas
Chegada de Martins 8km
             Fiquei em dúvida se era prata ou bronze ... e depois ficamos sabendo que o atleta de BH estava inscrito e foi prata ... logo, fiquei com o bronze.

             Assim, fechei esse majestoso evento; já com vontade de treinar mais e melhorar para as próximas participações ....

                A delegação do Mato Grosso do sul, representado pela AMAMS, com 3 atletas fez bonito dentro de suas possibilidades !!!!

                Falta você corredor de rua, encarar o desafio e se unir a essa delegação !!!

              Faremos um projeto para irmos em uns 20 pelo menos no Paulista Master nos dias 3 e 4 de outubro e desde já contamos com cada um de vocês.

              Medalhas da AMAMS:

             ouro no salto em altura - Rodrigo Augusto;
             ouro nos 3000m com obstáculos - Rodrigo Augusto;
             prata no salto em altura - Antonio Carlos;
             prata nos 3000m marcha atlética - Martins Soares;
             prata nos 5000m marcha atlética - Martins Soares;
             prata nos 8km corrida rústica - Martins Soares;
             bronze nos 3000m com obstáculos - Martins Soares;
             bronze nos 1500m rasos - Rodrigo Augusto


            RESULTADOS COMPLETOS DO TROFÉU BRASIL AQUI 


Pódio salto em altura (Antonio Carlos em 2º empatado)
                                     

pódio 3000m c obstáculos







Pódio 1500m (os dois são feras)

pódio 3000m c obst